quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Meliponicultura,minha paixão.


Amigos!

É muito bom,quando você faz algo que realmente gosta,e isso,aos poucos vai contagiando as pessoas que estão ao seu redor.

Como eu nasci no cariri paraibano,e depois tive que sair para tentar à vida,por aí;não comecei cedo com o meu meliponário,no começo,eu tinha apenas alguns "cortiços"com colónias.


Como a paixão fala mais alto,eu nunca vendi uma colónia das minhas,também não faço divisões só para aumentar a quantidade de caixas.Só multiplico uma colônia,quando está bem forte.

Só faço uma divisão se a caixa racional estiver sem espaço para o crescimento da colónia.

Não tenho nada contra a venda de abelhas nativas,inclusive,vou comprar uma nova espécie,para meu meliponário.

Entre os meus principais interesses,estão a preservação das espécies,o manejo racional,para se ter um mel com qualidade e,principalmente o exemplo,para que as pessoas que me conhecem,também passem a preservar essas abelhas nativas.



Eu sempre fui apaixonado por abelhas nativas,e essa minha paixão tem feito com que algumas pessoas,da minha convivência,também tenham se apegado a essas abelhas.

É o caso de meu irmão,que nunca teve nenhum interesse pelas abelhas,e ao me ajudar em algumas transferências,foi vendo que elas são apaixonantes,e hoje me ajuda nos cuidados e manejos com o meliponário,e quer criar novos modelos de caixa racional,ou seja,virou um meliponicultor.

Outros bons exemplos são:minha filha(12 anos)e meu sobrinho(15 anos),que ao verem a minha paixão pelas abelhas sem ferrão,já estão me dando opiniões à respeito de modelos de caixa,local para montar meliponário,novas espécies para eu adquirir,enfim estão bem envolvidos nessa paixão,e isso me deixa muito feliz pois,com certeza essa atividade importante e prazeirosa,certamente terá continuidade em minha família.

Um abraço.
Paulo Romero.
Meliponário Braz.
João Pessoa,PB.
Postar um comentário