quinta-feira, 4 de março de 2010

Conhecendo um novo amigo.


Amigos!

Através do grupo ABENA(Grupo de meliponicultores,da internet),eu conheci um amigo(Tadeu Leite) que dizia criar abelha uruçu(melipona scutellaris),em barra de gramame,uma praia muito bonita aqui de João Pessoa.

Após alguns contatos por email,marcamos de nos encontrar,para trocármos idéias sobre nosso assunto preferido:abelhas nativas.

Resolvi fazer uma visita,para conhecê-lo pessoalmente,e aproveitar e já conhecer o seu meliponário.
A visita foi segunda-feira,(01/03/2010)eu cheguei à sua residência por volta das 9:00hrs.e já o encontrei acabando de alimentar às suas belas abelhas.
Fui muito bem recebido pelo amigo Tadeu,que é um apaixonado por abelhas nativas,e aproveitamos para fazer algumas revisões, em algumas caixas que tinhas sido divididas,à pouco tempo.

O amigo Tadeu,cria uruçu desde 2008,após fazer um curso de meliponicultura com o mestre Chagas,em pernambuco.Com certeza,ao se falar de uruçu nordestino,tem que se falar do grande trabalho de pesquisa, e divulgação da criação racional dessa espécie,feitas pelo grande meliponicultor Chagas.

Durante a minha visita,eu fiz algumas fotos,para postar em meu blog.
Eu ainda não tenho uruçu,mas,isso é só uma questão de tempo,pois,após essa visita eu saí de lá apaixonado por essas abelhas.






Vejam que bela área verde,ao redor das caixas.



Para as abelhas, essa área verde,representa alimento e um ótimo conforto térmico.



Sem dúvidas,um belo meliponário.



Um ótimo local para se criar abelhas nativas.



Tadeu começou,com seis caixas de uruçu,e hoje,já tem mais de trinta,só com divisões;graças ao imenso cuidado e dedicação,que tem com as abelhas.
Suas colónias são fortíssimas,com muitos discos de cria e alimento em abundância,pois,o seu principal interesse não é vender abelhas,mas,sim multiplicá-las e preservá-las,um belo exemplo;aliás ele não vende colónias.
Tadeu usa dois modelos de caixas racionais,um horizontal e outro vertical..

Uma coisa interessante,é que ele não tinha problemas com forídeos;mas de janeiro para cá essa mosquinha vem dando muito trabalho...


Com certeza,esse foi o começo de uma grande amizade.Agora nós queremos encontrar, mais meliponicultores,aqui de João Pessoa,para nos encontrár-mos e trocár-mos experiências sobre nossas abelhas.

Um abraço.
Paulo Romero.
Meliponário Braz.
João Pessoa,PB.
Postar um comentário