segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Divulgando a meliponicultura.

Em algumas postagens anteriores,eu já mencionei a importância de se divulgar a meliponicultura em nosso país,pois a grande maioria das pessoas, nem imagina que existem abelhas sem ferrão.Acham que só existe a ápis mellífera.

À poucos dias eu estava na casa de minha irmã,alimentando as minhas abelhas.Quando um rapaz que veio lá fazer um serviço,ao ver as caixas,perguntou se eram abelhas...falei que sim,eram abelhas nativas,sem ferrão,mesmo assim ele me disse que elas são bem perigosas,que eu estava era doido,criando aquilo...e ficou com uma cara de medo,enquanto realizava o seu serviço;eu lhe expliquei claramente,que se tratavam de abelhas inofensivas,aproveitei para esclarecer algumas dúvidas que ele tinha ,à respeito do assunto e aos poucos ele entendeu que as jandaíras não faziam mal algum,pelo contrário são altamente importantes para a natureza,tão ameaçada.

Claro,que aquele rapaz,só conhecia a ápis,e por isso acha que todas as abelhas são iguais,ou seja acha que todas tem ferrão,por isso aquela cara de medo e espanto,afinal a maioria dos acidentes com as africanizadas,acontecem nas cidades.

É bem difícil,entender,porque a criação racional de abelhas nativas(abelhas sem ferrão ou indígenas) não é divulgada,apoiada e incentivada em nosso país.

Todos sabem,da importância ecológica,e econômica que essa atividade tem,e poderá ter, se houver apoio para novos criadores.

Sabemos que existem muitas pesquisas,nas universidades,embrapa,emater,etc. Mas essas pesquisas(na grande maioria) não chegam aos criadores,que têm necessidade de novas técnicas de manejo racional.O próprio IBAMA,ao invés de facilitar a regularização do setor,dificulta muito a vida de quem quer fazer dessa atividade um negóci(no meu caso eu só crio por paixão,pois não disponho de muitas colônias,para comercializar,mesmo achando que pode ser um bom negócio,vender abelhas,mel,pólen...)

Também acho que os próprios meliponicultores,podem,e devem ajudar nessa tarefa de divulgar a nossa atividade,pois só teremos a ganhar com a profissionalização do setor.

No meu caso particular,estou tentando encontrar novos criadores, aqui em João Pessoa,mas só encontrei pouquíssimos,embora saiba que existem mais.

Existe uma amiga minha,que quer divulgar a meliponicultura em nosso estado(Paraíba),e está montando um meliponário na cidade de Campina Grande,claro que eu vou participar desse projeto,pois sou apaixonado pelas abelhas nativas e não ficaria de fora,por nada eu vou à Campina,na próxima semana e pretendo ir conhecer o local ,onde já está sendo montado o meliponário.

Essa amiga é zootecnista ,e é apaixonada pelas abelhas nativas,com certeza ela fará um ótimo trabalho.

Em breve espero ter boas notícias à respeito desse maravilhoso projeto,que visa divulgar e incentivar a meliponicultura na Paraíba,e no nordeste.

Um abraço.
Paulo Romero.
Meliponário Braz.
João Pessoa,PB.
Postar um comentário