terça-feira, 28 de setembro de 2010

Preservação da caatinga.

Até quando os governantes vão ignorar,e até patrocinar a destruição da nossa caatinga??

Essa é uma questão que tem me deixado, muito desacreditado das autoridades,nesses últimos tempos.Pois,o que se vê é a nossa caatinga,sendo,a cada dia transformada em deserto,e na maioria das vezes,as nossas autoridades são quem patrocinam essa destruição.

Órgãos públicos,como o banco do nordeste,tem financiado a destruição,do que ainda resta das nossas matas nativas.



Quantas vezes,nós temos presenciado os tratores de esteira,derrubando a caatinga(através de um financiamento do banco do nordeste),para algum projeto de plantio de capim,palma forrageira,ou outra cultura agrícola,ou de forragem animal...E,na maioria das vezes,esses projetos não dão certo e são abandonados,e o que fica é uma área quase desértica.



Na minha opinião,esses agentes financeiros (principalmente os públicos),deveriam financiar e apoiar projetos, que ajudassem na preservação e na recuperação da caatinga,e não financiar a destruição desse importante e desprotegido bioma.

Por exemplo,o governo deveria incentivar os produtores locais a preservarem suas matas...,dando incentivos(por exemplo redução dos impostos,para quem mantivesse as matas intactas).

Se,por acaso algum meliponicultor,for à um desses agentes financeiros,com a intenção de conseguir montar um projeto de meliponicultura,com o financiamento desses órgãos,com certeza,terá muitas dificuldades em conseguir sucesso em seu pleito...,pois o que importa não é se o projeto é ecologicamente correto,ou sustentável..,mas sim,se ele dará bons lucros aos bancos que estão financiando-os,não importando se eles destruirão a natureza ou não.

E o governo se faz de cego,como se não tivesse nada com isso,como se o mais importante,no momento fosse os lucros exorbitantes que esses bancos conseguem,e ainda se passam como agentes de desenvolvimento regional...,desenvolvimento de quê??Se os pequenos não têm acesso à esses créditos,pois não tem garantias financeiras,para oferecer aos bancos.

Se as coisas continuarem,nesse ritmo de destruição...,em um futuro bem próximo,nossa caatinga será transformada em um imenso deserto.

Embora nossa luta seja desigual(Davi x Golias),não pretendo desistir dessa luta pela preservação do meu lar.

É claro,que temos que tentar defender, todos os nossos ecossistemas:amazônia,pantanal,cerrado...,mas como sou do semiárido nordestino,estou tentando chamar atenção,para à nossa realidade local.

Entrem nessa luta...,Não precisa fazer pirotecnia...,Faça aquilo que você puder,em defesa da natureza:plantem árvores nativas,colham e distribuam sementes,façam mudas e doem aos seus vizinhos,incentivem as pessoas a entrarem nessa luta,passem essa mensagem à diante,seus filhos e o planeta irão agradecer.

Desculpem o desabafo,mas não aguento mais ver tanta destruição ser tratada,com descaso pelas autoridades.

Um abraço.
Paulo Romero.
Meliponário Braz.
João Pessoa,PB.