quinta-feira, 22 de março de 2012

A seca no "meu cariri paraibano".



Eu queria muita chuva,no sertão,
É por isso,que peço ao SENHOR,
Porque sinto,uma dor no coração,
Ao pensar nesse povo sofredor.



Mande água,pra poder molhar a terra,
Pois,meu povo já sente a seca forte,
Molhe tudo,do baixio até a serra,
Não permita que o nordeste enfrente a morte.



Animais e as plantas do sertão,
Necessitam da chuva,pra viver
Mesmo sendo acostumados a esse chão,
Não dá mais pra continuar sem chover.



Encha rios,açudes e barreiros,
Pra fazer a esperança retornar,
Porque sei,que o nordeste brasileiro,
Só aguarda uma chuva,pra plantar.



Meu senhor,ouça esse meu pedido,
Pra poder mudar a realidade,
Sou “matuto”e não vejo mais sentido,
Do “matuto”fugir para a cidade.



Esperando que a chuva esteja perto,
Vou ficando,por aqui,no meu sertão
 Porque sei,que meu coração aberto
Ajuda-me a ter fé,e gratidão.

Abraço.
Paulo Romero.
Meliponário Braz.

Postar um comentário