segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

A meliponicultura sendo valorizada!


Amigos.


Antes de escrever essa postagem,eu fui questionado por algumas pessoas interessadas em adquirir colônias de abelhas nativas.

Em um desses contatos,fui questionado sobre o valor de uma “família” dessas abelhas;pois o comprador achou que o preço deveria ser baixo(Não soube-me explicar porque pensava assim).


Então,eu lhe expliquei que, para se formar uma boa família de abelhas nativas,é necessário conhecimento sobre a biologia das abelhas;ter uma matriz com boa genética;adquirir a caixa racional,indicada para cada espécie;alimentar e cuidar da nova “família”,para que a multiplicação seja bem sucedida,o que nem sempre acontece;além de tempo e dedicação.


Outro fator que pode determinar o valor de uma família de abelhas nativas,é a quantidade e a qualidade de mel que essa espécie produz por florada,e o valor desse mel.Por exemplo as abelhas nativas Uruçu nordestina(Melípona scutellaris)e jandaíra(Melípona subnitida),produzem "méis" de ótima qualidade,que são facilmente vendidos por R$150,00 o litro;então esse já seria um ótimo motivo para que essas abelhas sejam valorizadas.Mas existem outros motivos para essa valorização:a adaptação à criação racional;a facilidade de manejo;a produtividade;a facilidade na multiplicação das famílias e a adaptação à diferentes ambientes,fazem essas abelhas aparecerem entre as mais procuradas e desejadas do país.



Portanto,a meliponicultura pode ser considerada uma atividade promissora,e que apresenta um ótimo retorno financeiro,além de ser uma atividade muito prazerosa e ecologicamente correta!.


Conheça essa atividade,você vai apaixonar-se pelas abelhas nativas e a meliponicultura fará parte de seu futuro.


Abraço!
Paulo Romero.
Meliponário Braz.
Postar um comentário